Documentos

Funções Delegados de Turma

 

1. Os Delegados e Subdelegados de Turma são os alunos que, eleitos pelos colegas da respectiva turma, os representam, sendo porta-vozes destes em todas as circunstâncias em que seja necessário representá-los. Os Delegados apenas poderão ser representantes de uma única turma.

2. Os Subdelegados de Turma exercem as mesmas funções dos Delegados, no impedimento destes.

3. Os Delegados de Turma são o elo de ligação entre os seus colegas e a Universidade Sénior de Peniche, representada pelo Grupo Directivo da USP, com quem reúnem mensalmente.

4. As tarefas dos Delegados de Turma são as seguintes:
• Substituir, no início de cada mês, junto dos Professores, as folhas de presença e de sumários da respectiva turma, por outras do mês seguinte, que recolherão junto dos serviços administrativos da USP, onde deixarão as do mês anterior.
• Participar nas reuniões para que forem convocados.
• Divulgar, junto dos colegas de turma, todas as informações de que tomarem conhecimento nas reuniões de Delegados.
• Comunicarem directamente com o Grupo Diretivo, sempre que o considerarem necessário.
• Solicitar reuniões extraordinárias com o Grupo Diretivo, desde que sejam requeridas por mais de metade dos alunos da respectiva turma.

5. Os Delegados de Turma são também elementos auxiliares dos Professores na preparação dos materiais pedagógicos (canetas de feltro para o quadro, ecran, vídeoprojetor, retroprojetor, computador, etc.) para o que deverão saber onde procurá-los e como deixá-los operacionais no fim das aulas, voltando a arrumá-los nos respetivos locais. Zelarão também por que as salas fiquem devidamente arrumadas.

GD/outubro de 2016

Protocolos e Parcerias

ENTIDADES COM PROTOCOLOS DE COOPERAÇÃO:

  • Associação de Educação Física, Cultural e Recreativa Penichense;
  • Associação Rendibilros;
  • Centro Solidariedade e Cultura de Peniche;
  • Clube Recreativo Penichense;
  • Escola Secundária de Peniche;
  • Câmara Municipal de Peniche;
  • Escola Superior de Turismo Tecnologia do Mar;
  • Arméria – Movimento Ambientalista de Peniche

ENTIDADES COM COLABORAÇÃO PONTUAL:

  • Santa casa da Misericórdia de Peniche;
  • For-mar;
  • Escola D.Luís de Ataíde

Regulamento Interno USP

 

Ano letivo 2017/2018

USP – UNIVERSIDADE SÉNIOR DE PENICHE
REGULAMENTO INTERNO

Objectivos

A UNIVERSIDADE SÉNIOR DE PENICHE USP, é propriedade da ASSOCIAÇÃO CULTURAL SÉNIOR DE PENICHE-AUSP, responsável pelo seu desenvolvimento e pela sua gestão administrativa, financeira e pedagógica, sob a orientação voluntária de um Grupo Directivo. Conta com a cooperação de docentes voluntários, a disponibilidade de algumas entidades que lhe cedem as suas instalações. A USP é uma instituição particular, sem fins lucrativos, independente de credos políticos ou religiosos, que pretende responder, de forma socialmente útil, às aspirações de realização humana e de procura de saber dos munícipes seniores de Peniche, prosseguindo os objectivos de:

 

promover o envelhecimento activo e a formação ao longo da vida;
implementar actividades culturais, sociais, recreativas e desportivas, que proporcionem bem-estar e contribuam para reforçar laços de amizade e espírito de entreajuda entre os mais idosos e entre estes e a sociedade em geral;
colocar à disposição dos interessados, através de aulas, cursos, seminários, grupos de estudos e outras actividades, um leque de saberes que lhes permita satisfazer as suas aspirações e progredir nos seus conhecimentos;

proporcionar à população sénior do concelho de Peniche oportunidades e espaços de cultura e de lazer;
proporcionar visitas de estudo, culturais e recreativas;
incentivar a solidariedade entre gerações e o voluntariado académico;
promover e criar formas de convivialidade que potenciem a fruição de uma vida com sentido, contribuindo para:
a) a melhoria do desempenho de papéis e funções sociais,

  1. b) a capacitação de um melhor uso dos recursos e estruturas sociais,
  2. c) o desenvolvimento do grau de interacção pessoal, grupal e comunitária,
  3. d) a descoberta de novas formas de participação e de solidariedade social e intergeracional.

Capítulo I

Condições de admissão e frequência

Os alunos que pretendam frequentar a USP devem:

  1. a) ter cinquenta ou mais anos;
  2. b) possuir robustez física e psíquica adequada à realização das actividades onde se inscreverem;
  3. c) aceitar os princípios, valores e normas regulamentares da USP – Universidade Sénior de Peniche;

d) preencher uma ficha de inscrição e efectuar a sua matrícula.

Capítulo II

Actividades desenvolvidas

1. No presente programa anual, cujas unidades letivas decorrerão em instalações cedidas para o efeito por entidades com quem foram estabelecidos protocolos, serão desenvolvidas, entre outras, as seguintes disciplinas:

Arqueologia
Artes Decorativas
Cantinho do Tricô e Croché
Conservação e Restauro
Dança

Ed. Musical/Canto Coral
Cultura Clássica
Folclore
Francês
Geografia, Ambiente Cont. e Desenv.

Ginástica
Grupo de Reflexão Cristã
Identidade Marítima de Peniche
Informática

Inglês
Karate-Do
Literatura da Língua Portuguesa
Mundo Atual e Cidadania
O Mundo da Mulher

Pintura
Português
Promoção de Saúde
Renda de Bilros
Teatro

Viola
Yoga
Costura
Oficina de Escrita

  1. Do programa poderão ainda fazer parte:
  2. a) Oficinas e/ ou seminários temáticos;
  3. b) conferências, colóquios, cursos breves, concursos, etc.;

c) Visitas de estudo e de lazer a localidades, monumentos, parques naturais, cinemas, teatros, concertos, exposições, museus, etc..

Capítulo III

Comparticipação dos alunos

  1. A mensalidade devida por todos os alunos para a frequência da USP, a pagar até ao dia 8 de cada mês, durante os 9 meses letivos, (de outubro a junho,inclusive), será de seis euros (6,00€) dando direito a duas disciplinas.

2. Cada disciplina a mais estará sujeita ao pagamento mensal de dois euros (2,00€).
Nota:(o mês de junho será pago com o mês de novembro e o mês de maio será pago com o mês de fevereiro).

  1. A matrícula terá um encargo de dose euros e cinquenta cêntimos (12,50€) dos quais seis euros e cinquenta (6,50€) correspondem ao seguro escolar.
  2. Os valores poderão, eventualmente, vir a sofrer alterações em anos seguintes.

Capítulo IV

Direitos e deveres dos alunos

  1. Aos alunos da USP assiste o direito de:
  2. a) individualidade e confidencialidade;
  3. b) conhecer o Regulamento Interno da USP;

c) conhecer as condições do seguro escolar;

  1. d) frequentar, desistir de alguma disciplina, ou abandonar a USP por vontade própria;
  2. e) participar activamente nas realizações da USP;
  3. f) propor novas actividades;

g) apresentar sugestões e/ou reclamações sobre as actividades da USP.

2. Aos alunos da USP assiste o dever de:
a) cumprir o Regulamento Interno;
b) pagar atempadamente as mensalidades, o seguro escolar e outros encargos devidos;
c) informar imediatamente os serviços administrativos sempre que desista de alguma disciplina ou abandone a frequência da USP, a fim de cessar a responsabilidade do pagamento da sua mensalidade e dar lugar à frequência de outro aluno, eventualmente em espera;

  1. d) preservar e manter limpas e arrumadas as instalações utilizadas;
  2. e) participar activamente nas realizações da USP;
  3. f) manter bom relacionamento com os colegas, professores e com a USP em geral.

Capítulo V

Deveres da USP

  1. A USP tem o dever de:
  2. a) cumprir e fazer cumprir o Regulamento Interno e assegurar o normal funcionamento da Universidade, reunindo regularmente o seu Grupo Directivo;
  3. b) respeitar os direitos dos alunos;

c) fazer um seguro para os alunos e professores;

  1. d) assegurar a boa manutenção dos serviços e das instalações, próprias ou cedidas, e providenciar o cumprimento dos objetivos constantes do presente Regulamento;

e) assegurar as despesas inerentes ao bom funcionamento da USP, nomeadamente ao desenvolvimento das atividades pedagógicas, administrativas e de gestão, tais como: material didático e equipamento de apoio, visitas de estudo e de lazer, encargos decorrentes de atividades ocasionais, etc;

  1. f) fomentar a convivialidade e a participação de pessoas de diferentes culturas, saberes e idades;
  2. g) atender às reais necessidades dos alunos e professores e, caso as não possa satisfazer, propor outras formas de apoio.

Capítulo VI

Disposições gerais e transitórias

  1. A USP e a AUSP têm um símbolo próprio que as identifica, o qual encabeça o presente documento.
  2. Enquanto a USP não tiver sede própria, as suas actividades decorrerão em instalações cedidas pelas Instituições com quem se estabeleceram, ou venham a estabelecer-se, protocolos de colaboração.

O GRUPO DIRECTIVO DA UNIVERSIDADE SÉNIOR DE PENICHE

Américo Gonçalves, António Abreu, Dinah Calado, Isabel Costa, Jacinto Roquete, Luís Grilo, Mariano Calado e Susete Laranjeira
Peniche, 1 de outubro de 2016.

Legislação